Jornal Agora | Protetores de animais integram manifestação nacion ...
 
fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

Manifestação

- 22-01-2012 - 20h25min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

Protetores de animais integram manifestação nacional contra a crueldade

fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

fechar

Galeria de fotos

Foto: Leandro Carvalho/Especial JA

Dezenas de manifestantes juntaram-se, no Cassino, ao dia de manifestação mundial

  • Dezenas de manifestantes juntaram-se, no Cassino, ao dia de manifestação mundial

Foto: Leandro Carvalho/Especial JA

Protetores de animais integram manifestação nacional contra a crueldade

Dezenas de manifestantes juntaram-se, no Cassino, ao dia de manifestação mundial

Rio Grande integrou o movimento "Manifestação Nacional contra a Crueldade com Animais" realizada neste domingo, 22, em todo o País. Embora com pouca adesão, aproximadamente 100 pessoas, os organizadores do movimento acreditam que a mensagem foi passada. "Uma única pessoa pode fazer a diferença", frisa Marcia Chaplin, do Grupo de Abolição do Especismo. A passeata foi feita pelo canteiro central da avenida Rio Grande, no balneário Cassino.
 
Este movimento, que ocorreu simultaneamente em várias cidades brasileiras, além de Londres, na Inglaterra, Nova York, San Diego e Miami, nos Estados Unidos, dá início ao processo de pedido de mudança da Lei Federal 9.605/98, conhecida como Lei dos Crimes Ambientais, que trata de maus-tratos aos animais. Para isso, está sendo elaborado um texto, com suporte jurídico, que será submetido à sociedade brasileira para apoio.
 
O objetivo é de recolher em todo o País, cerca de 1,5 milhão de assinaturas, reivindicando penalidades mais severas para quem maltratar animais, informa Milene Baldez, do grupo Vira Latas e Corações. Hoje, a pena é muito branda, geralmente é paga com cesta básica.

Denúncia

Os protetores de animais rio-grandinos, ao saber que um circo localizado no Cassino estaria usando gatos e pombos em dois números, se organizou e foi até o local, juntamente com a Polícia Civil, registrando boletim de ocorrência de número 87/2012, pelo descumprimento das Leis 5.970/2004 (municipal) e 12.994/2008 (estadual). Segundo Milene, a tutora dos gatos e responsável pelos números circenses, assinou termo se responsabilizando em não mais usá-los nos espetáculos. 

Por Anete Poll
anete@jornalagora.com.br


comente Comentários(7)

Participe


Sua opinião Agora

Você acha que os mandatos dos vereadores Batatinha e João da Barra devem ser cassados?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados