fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

Artigo

- 27-02-2012 - 18h16min
Corrigida em 28-02-2012 - 19h28min
fechar
enviar Máximo 500 caracteres
* Ao enviar qualquer comentário, o usuário declara-se ciente e aceita integralmente o termo de uso
fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

A Lei da mordaça

Os dez pecados capitais no Município - Parte 7
fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

fechar
Foto: Reprodução

“O homem não é o que tem ou pode, é um pouco o que sabe, muito o que sonha, mas, acima de tudo, o que faz aos outros”.

Retornando após dois meses de ausência, desejo que o pensamento acima, apesar de não está inserido na prática da grande maioria de nossos políticos, contribua para que os tornem sensíveis ao fim desejado.

Deve-se entender que “liberdade de expressão” significa não apenas o não cerceamento de qualquer forma de expressão de ideias, mas também, e, principalmente, a garantia de existência de meios através dos quais estas ideias possam ser expressas de modo a poderem ser acessadas por qualquer cidadão.

Em nossa cidade, veem-se inúmeros profissionais da informação que, por necessidade de garantirem suas atividades ou, então, por serem submissos as “ideias de seus patrões”, utilizam seus locais de trabalho em manifestações políticas explicitamente facciosas.

Estes procedimentos, em tentativas de fantasiar a realidade, que estão longe de nos fazerem chegar às notícias do dia a dia e de permitirem a livre expressão das várias correntes de opinião, estão tratando de tomar parte ativa no processo eleitoral. Tentam manipular, omitindo, distorcendo, criando e repercutindo informações dentro de círculo fechado e cruel, onde um criam-nas e os demais órgãos repercutem-nas deixando a “falsa ilusão da verdade”.

E o que é pior, de que com isto, através de mamparras criam ainda fatos que quase imediatamente são incorporados, oportunisticamente, em eleitores que somente preocupam-se com os problemas pontuais de seu interesse.

Aos gestores destas práticas deve-se informar que a liberdade de imprensa não é sinônimo de liberdade de expressão, mas sendo ambas imprescindíveis à democracia, onde a segunda deve se constituir como base incondicional da primeira.

Liberdade de expressão sem liberdade de imprensa é mero discurso teórico, enquanto liberdade de imprensa sem liberdade de expressão pode se constituir em fortíssimo instrumento para açaimar o povo que, ingenuamente, acredita em promessas políticas de última hora. Aqui, por interesses de ordem política, tentam pregar o chamado “controle social da mídia”.

Deve-se acreditar, então, sem poder expressar o seu contraditório na maioria da mídia, que as obras, por sinal sofríveis, e que “desfilam” aos olhos dos crédulos, são altamente qualificadas. Deve-se acreditar, sim, que a existência de Saneamento Básico nos bairros da periferia da cidade seja uma realidade e não, como se constata, um verdadeiro crime de saúde pública.

Finalizando, entendo que estamos vivendo sob o signo de Morfeu, o deus dos sonhos, onde estão caracterizando a nossa cidade como a Ilha da Fantasia.

E durma-se com um sonho desses!



*Engenheiro civil, sanitário e urbanista


Notícias relacionadas

19-03-2012 - 18h13min
Os dez pecados capitais no Município - Asfalto - Parte 9

 

05-03-2012 - 19h31min
Os dez pecados capitais no Município - parte 8

 

20-12-2011 - 09h48min
Os dez pecados capitais no Município – Parte 6

 

12-12-2011 - 19h09min
Os dez pecados capitais no Município - Parte 5 -

 

05-12-2011 - 18h37min
Os dez pecados capitais no Município - parte 4

28-11-2011 - 20h32min
Os dez pecados capitais no Município - Parte 3

 

25-11-2011 - 17h54min
Dez pecados mortais da mobilidade urbana

21-11-2011 - 18h37min
Os dez pecados capitais no Município – Parte II

14-11-2011 - 20h02min
Os dez pecados capitais no Município - Parte 1

comente Comentários(8)

Participe


Sua opinião Agora

Em relação ao 2º turno das ELEIÇÕES PRESIDENCIAIS 2014, como você se define?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados