fechar
fechar

Seu voto foi registrado. Agradecemos sua participação.

Seu voto já foi computado nas últimas 24 horas.

Resultado parcial

Atenção: o resultado desta enquete não tem valor de amostragem científica e se refere apenas a um grupo de
                 leitores do Agora Online.
Redes sociais
voltar

Estaleiros

- 21-12-2012 - 19h51min
fechar

Função temporariamente desabilitada para ajustes.

fechar

Comunicar erro

Se você encontrou alguma informação que esteja errada, utilize este espaço para reportar erros.

enviar Máximo 500 caracteres
fechar

Envie esta notícia para um amigo

» Adicionar mais um destinatário

enviar Máximo 500 caracteres

EBR vence disputa de preço para construir duas plataformas em SJN

fechar

Galeria de vídeo

fechar

Galeria de áudios

fechar
Foto: Fabio Dutra

Na última terça-feira, Alberto Padilla disse que a intenção é começar as obras do estaleiro EBR em fevereiro

Foto: Fabio Dutra

EBR vence disputa de preço para construir duas plataformas em SJN

Na última terça-feira, Alberto Padilla disse que a intenção é começar as obras do estaleiro EBR em fevereiro

A empresa Estaleiros do Brasil (EBR) ficou em primeiro lugar na disputa de preços da licitação para construção de módulos e integração de duas novas plataformas da Petrobras para exploração de petróleo: P-74 e P-76. A intenção da empresa é fazer este serviço no estaleiro que implantará em São José do Norte. A conquista do contrato ainda precisa ser confirmada pela Petrobras, mas com essa classificação a EBR tem a possibilidade de obtê-lo. A abertura dos envelopes com a proposta comercial ocorreu ontem e, segundo a Secretaria de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (SDPI), a assinatura do contrato com a Petrobras deve ocorrer até o final de janeiro.

O valor da encomenda poderá atingir R$ 3 bilhões (em torno de US$ 1,4 bilhão) e é a garantia para o início das operações da unidade que a EBR vai implantar em São José. O prefeito nortense, José Vicente Ferrari, comemorou a notícia, que considera como a confirmação que faltava para a efetivação do empreendimento bilionário no município. Na última terça-feira, a EBR assinou contrato com a Superintendência do Porto do Rio Grande (SUPRG) para uso temporário de uma área do porto organizado, na qual implantará o cais do estaleiro EBR.

Na assinatura do contrato com a SUPRG, o presidente da EBR, Alberto Padilla, informou que a empresa pretende começar as obras de implantação do Estaleiro EBR em São José do Norte em fevereiro de 2013, para que em outubro do mesmo ano parte dele já esteja pronta para início das operações. O secretário de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, Mauro Knijnik, diz que "com este investimento, São José do Norte se integra à estratégia de desenvolvimento do Estado, que aposta no incremento de setores modernos na economia gaúcha, com a indústria oceânica”.

A SDPI diz que a empresa deverá investir US$ 500 milhões na construção do estaleiro. O projeto foi negociado pela Sala do Investidor, mecanismo criado pelo Governo do Estado para atender as empresas dispostas a expandir-se no Rio Grande do Sul. A unidade da EBR vai garantir a expansão do Polo Naval já instalado em Rio Grande, conforme o secretário Knijnik. A previsão da companhia é gerar 4 mil empregos diretos, um volume significativo diante da população da cidade, de 25 mil habitantes. As plataformas começariam a ser construídas em outubro, a partir da construção de módulos a serem acoplados a cascos que virão do Rio do Janeiro.

A Prefeitura nortense diz que, diante da demanda de estruturação do município para receber o estaleiro, vem trabalhando, por meio das diversas secretarias envolvidas, para garantir as condições físicas para instalação da empresa e permitir o crescimento ordenado do Município. Segundo informações da assessoria do Executivo de São José do Norte, diversos convênios com o Estado já foram firmados e projetos em desenvolvimento preveem a expansão da zona urbana e o aumento da população decorrente da instalação da EBR e, consequentemente, de outros empreendimentos que virão. 


comente Comentários(2)

Participe


Sua opinião Agora

Qual é, na sua opinião, o modelo mais apropriado para a Petrobras?

resultado votar
Veja mais

Plantão



Comparte Jornal Agora - Todos os direitos reservados